Remember Me: menos do que memorável

Traduzido/Publicado por Bruna Abreu em 11 May 2010


Allen Coulter é mais conhecido pelas séries da TV a cabo “A Sete Palmos” e “Os Sopranos.” O diretor explora até temas mais sombrios no lançamento atual da tela grande “Remember Me.”

Robert Pattinson é produtor e protagonista no filme, e há um esforço óbvio para tirar proveito da popularidade selvagem momentânea de "Crepúsculo". Incluindo que por todo o filme há bastante da marca registrada, paixão e raiva que explode a representação do personagem de James Dean por Pattinson.

Em “Remember Me,” Pattinson interpreta Tyler, um jovem insociável que trabalha em uma biblioteca. Tyler está consumido pela amargura do seu pai, um poderoso advogado que é interpretado com um distanciamento glacial por Pierce Brosnan.

Tyler está traumatizado pelo suicídio do seu irmão mais velho. Em um ponto o jovem é preso e apanha de um policial, interpretado por Chris Cooper. Em um desafio feito pelo seu colega de quarto, e como chance de revidar do policial, Tyler inicia um relacionamento com Ally (Emilie de Ravin de “Lost”), a filha do policial.

Os dois se apaixonam desesperadamente como é esperado; isso acontece até que Ally descobre que o romance deles começa com uma mentira. Eles eventualmente também voltam a ficar juntos, também como esperado.

O relacionamento protetor do irmão mais velho Tyler com a sua irmã mais nova doce e um pouco excêntrica provém algumas das cenas mais prazerosas e que tocam o coração do filme. Tyler salva Caroline, feita pela Ruby Jerins, de crueldades feitas pelos seus colegas de classe e também ajuda a facilitar a cura de alguns dos medos psicológicos entre pai e filha.

Para ver “Remember Me", esteja preparado para ser emocionalmente manipulado pelo o que o roteirista Will Fetter fez com a conclusão do roteiro. O filme usa, como trama, o ataque mais grave no solo do continente da América.

Em uma aparente tentativa de ganhar a publicidade de boca a boca e, possivelmente,  gerar muita controvérsia, a tragédia de 11 de setembro é utilizada para fornecer um final surpreendente como reviravolta para o que na verdade é um roteiro medíocre.

No entanto, a gravidade do ataque e a crueza das nossas feridas coletivas faz com que os aspectos de entretenimento do filme da inclusão de 11/09 na trama sejam inaceitáveis e inconvenientes. Além disso, o final não condiz com a história e parece ter sido empurrado para produzir efeito.

Tudo isso aparentemente não ajudou "Remember Me" em seu fim de semana de abertura. O filme ficou em quarto lugar com apenas US$ 8,3 milhões em vendas de ingressos.

Um elemento positivo que poderia vir do filme é que, através da inclusão da tragédia das torres gêmeas, o público poderá se lembrar que, de fato, temos heróis e amados membros da família e amigos que estão sempre jurados a serem lembrados.

 

Tradução: Iana Louise


Powered by CuteNews