Robert Pattinson fala para Movieline sobre o riscos, arrependimentos e Remember me

Traduzido/Publicado por Karen em 02 Mar 2010


Robert Pattinson provavelmente não quer gastar o seu sábado no press junket, uma série de entrevistas pra imprensa para o lançamento do filme, mais os jornalistas que o cumprimentou por lá, somos todos profissionais aqui.

Especialmente Pattinson, cujo novo filme Remember Me, apresenta um jovem megastar procurando um afastamento de Crepúsculo em Edward Cullen. Há ainda o jovem tormentado, com o dilema do primeiro amor (com um aluna da NYU  interpretada por Emilie de Ravin) e, também, com o cabelo inspirador. Mas, determinando o seu personagem Tyler Hawkins, há também uma consciência rancorosa sobre a morte, sob um mal humor esplêndido. Entre seu pai distante (Pierce Brosnan), sua mãe Unidos (Lena Olin), sua irmã pequena e confidente (Ruby Jerins) e do fantasma de seu falecido irmão mais velho, Tyler está sempre à beira de uma descoberta - e apesar do que os fãs Pattinson pode querer, não é nada catarse.

Eu adoraria ser mais específico, e eu serei como Remember Me’s review antes de sua abertura 12 de março. Até então, Pattinson Movieline ajudou a fazer pelo menos um pouco o sentido de tudo isso na reunião da semana passada de imprensa em Nova York

Falando sobre o seu papel neste filme, seu co-estrela Pierce Brosnan disse: "Ele é corajoso para encontrar uma peça como esta, sabendo que ele tem a franquia de Twiligh, respirando de baixo de sua garganta, e você sabe que só caberá a ele pra ir e procurar esses filmes entre estes mega-filmes o que ele está prestes a fazer". Como você reage a isso?
Eu não acho que isso é corajoso. Eu acho que é mais corajoso fazer algo para tentar competir com isso. Eles são tão enormes. Com a idéia de fazer um filme massa, que todo mundo diz, "Isso vai fazer toneladas de dinheiro", e toda a questão do que é ser grande ou um blockbuster de verão ou algo assim? A idéia de fazer algo parecido entre os filmes Crepusculo é terrível porque você se coloca dentro de uma linha. Quero dizer, eu quero continuar fazer produções onde tem partes muito boas, em que você pode ter atores realmente bons para não ter de suportar todo o peso do filme. Se eu pudesse fazer papéis secundários nos filmes, então eu adoraria fazer isso. Mas é difícil conseguir papéis de apoio porque seria realmente estranho a maior parte do tempo. "Bem, não é o cara do Crepúsculo jogando no estacionamento", ou algo assim. Mas eu adoraria fazer isso.

O centro de Manhattan tornou-se notória uma espécie de atmosfera de circo, para dizer no mínimo. Como isso afetou o seu psicologo - algum tipo de angustia e psicologica do personagem? Que desconforto teve em sua própria pele?
Há algumas produções - como o que eu estou fazendo agora (em Bel Ami) - onde eu teria realmente ajudado a carga de paparazzi em seu rosto o tempo todo. Ele tem sorte de um auto-contido, homem muito, muito confiante. Mas era realmente irritante para Tyler, porque há algo sobre ... Ele está sempre à procura de algo. Você queria ser livre para olhar ao redor. Ele ficou olhando ao redor, e se você olhou para cima da calçada você pode ouvir todas persianas acelerar de repente. Então, eu estou olhando para baixo o tempo todo. É sempre vai ser difícil se você estiver fazendo um cara normal e você anda em torno do canto e tirar fotos de todos. Porque você está indo com a mentalidade dele, o que é uma luta para não entrar em cena com essa mentalidade. Assim que você se acostumar com isso, apenas se torna como qualquer outro trabalho. É apenas parte da mobília.

Você tem uma cena favorita, então?
Sobre este assunto? Se eu pensar sobre isso depois, não é provavelmente o único, mas eu adoro a cena em que ele vai para a escola para enfrentar o sofrimento de bullies da sua irmã. Principalmente porque é apenas uma fantasia! Ser o irmão mais velho, você sempre quer fazer coisas assim. Parece que é a coisa mais inprofunda, mas não me sinto muito bem fazendo isso.  Acho que o tipo de filme funciona como ... não sei se a "coesão" é a palavra certa, mas é tudo parte de uma grande coisa. É realmente estranho, e eu estava realmente consciente de que, quando eu estava filmando ele. Parecia que tudo era muito ligado. Existem alguns filmes que você faz quando você diz: "Ah, essa cena foi muito bom para fazer, e as outras são apenas a sorte de, você sabe fazer." Parecia que tudo veio do mesmo lugar.

Tradução: Thamyres Ferreira

Powered by CuteNews