Entrevista de Robert para a revista filandesa Me Naiset

Traduzido/Publicado por Bruna em 17 Apr 2010


Robert Pattinson, "o cara" - mais quente que Hollywood tem para oferecer. Ele é forçado a deixar restaurantes pela cozinha...

"De certa maneira, notoriedade é divertido e eu gosto de andar no meio dos seguranças, que respeitosamente chutam as pessoas para fora do caminho, mas o que mais posso fazer? Quando a multidão me cerca gritando, parece que o que eu digo, não seria ouvido, de modo que não importa o que eu digo. "

Hoje, em Londres, Robert é livre para falar do coração, sem gritar, chorar ou fãs hiperventilando. Ainda assim, ele está frustrado, se contorce em sua cadeira, tamborilando na mesa. Seu cabelo desgrenhado, bagunçado e sexy está sob um boné e ele está usando uma barba. Ele responde com incerteza e termina respostas com risadas. Robert fez a timidez e a falta de autoconfiança sua marca registrada.

"Eu tropecei na atuação, não tinha nenhuma intenção em ir em direção a ela e não sabia o que estava fazendo."

"É difícil aprender a melhorar a minha atuação, sempre sob os holofotes. A pressão é grande. Todo mundo está julgando o meu talento pela maneira como o filme reagirá na bilheteria ou quais prêmios que ele venha ganhar".

A histeria Pattz começou alguns anos atrás, com Crepúsculo. Com o terceiro saindo este Verão (americano), e o quarto na produção, a febre Pattz não terá resfriamento por um bom tempo.

Remember Me "o papel foi significativo e eu estava envolvido do início ao fim."

Quando está nos EUA, Robert não faz nada em seu tempo livre, um prisioneiro. Ele toca violão, come e assiste a filmes, qualquer coisa que se possa fazer em um quarto de hotel. As notícias dos paparazzi não estão interessadas.

Se você quer ficar de fora dos tablóides, funciona se você ficar dentro de quatro paredes. Em casa, nas ruas chuvosas de Soho, em Londres, ele está livre para passear com o seu boné e barba como qualquer outra pessoa.

"Eu não lembrava que poderia ser tão pacífica. Tem sido fantástico."

Ele se pergunta se é por causa da indiferença dos londrinos, ou da barba, que esconde sua mandíbula quadrada reconhecível e finos lábios vermelhos.

"Se é a barba, então eu torço para que eu possa mantê-la para o meu próximo papel".

Tradução: Deia Almeida

Powered by CuteNews