7 perguntas para Robert Pattinson

Traduzido/Publicado por Bruna em 25 Jun 2010


Fique preparado para conhecer Robert Pattinson. Ele vai ser automaticamente o arrasa corações das garotas. O ator britânico é o vampiro Edward Cullen em Crepúsculo e sua vida nunca foi a mesma.

Zimbio: O que é mais difícil, fingir ser sobrenatural ou fingir ser americano?

Robert Pattinson: Bem, eu nunca o vi como um cara americano, o personagem. Mesmo que ele tenha um sotaque americano, nunca imaginei que estivesse interpretando um jock ou algo assim, o que é tipicamente americano e você tem que saber essas coisas da cultura americana. Você não tem que dar nenhum sinal ou algo assim. Não sei nenhuma das duas coisas, apertos de mãos e coisas assim. Então acho que coisas paranormais ou sobrenaturais são mais fáceis.

Zimbio: O livro descreve Edward como impossivelmente bonito, então quando você ganhou o papel, você disse a mesma mesmo 'cara eu sou muito bonito'?

RP: Ganhei um livro uns 5 meses depois do elenco e li as 50 primeiras páginas antes de ele aparecer e então fiquei como 'oh, não!" Porque eu estava muito gordo no ano passado. Então achei a coisa toda vergonhosa, até para a audição. Não li todo o livro antes da audição nem a sinopse, as 4 linhas da sinopse, a primeira linha é como: "Edward é perfeito. Ele é tão espirituoso e bonito e tão louco e engraçado e vou abrir portas para ele. Ele vai te levar em seu volvo." Achei que se tornar isso seria vergonhoso.

Zimbio: Você começou a ler blogs sobre você?

RP: Inicialmente sim. Minha mãe me mandou algumas coisas que ela achou bem engraçado quando eu já estava na América. Eles tinham fotos desse filme Viking que eu fiz que parecia que alguém tinha me batido na cara com um pão. Eu estava usando essa roupa horrível e eles estavam como, "Esse é Edward". Era a petição que eles iam mandar a companhia dizendo, "Nós não vamos ver esse filme." Existiam literalmente 75.000 assinaturas. Isso foi 3 anos antes de eu entrar para o elenco. Então eu estava como, "Obrigado por me mandar isso mãe". Então essas foram minhas boas vindas a Crepúsculo.

 Zimbio: Você queria ser ator antes da era da internet assim não saberia dos blogs?

RP: Oh definitivamente. Acho literalmente que é a pior parte da sua alma. Quando você não tem nada para fazer vai a internet e coisas assim. Algumas noites eu penso, "Estou muito cansado para ler um livro então eu sei que vou para a internet porque é mais fácil e vou ler as notícias. Então vou ao site do New York Times e olho alguns secudos e fico entediado depois de 3 minutos e vou ao IMDB instantâneamente. Então você percebe como é patético. Tenho que deletar meu histórico sempre que alguém chega. É como ler a mente das pessoas, como quando você conhece alguém e quer saber o que ela está pensando."

Zimbio: Como você lida com a roda gigante de 75.000 pessoas dizendo que você não era bom para o papel e agora ter milhões de fãs que amam voce?

RP: É a mesma coisa. É como se de uma outra maneira eu preferisse ficar com as que me odeiam. No fim você pelo menos tem que lutar por alguma coisa. Mas eu não sei. Cresci com meu pai sempre dizendo, "Sucesso e fracasso são sempre impostores," e acho que isso está certo. Especialmente na tauação onde tudo é tão extremo. Como você ter garotas pequenas dizendo, "Quero ter seus bebes" e coisas assim. Eu só quero dizer, "Você não está falando a verdade. Eu nem quero ter bebes."

Zimbio: E sobre ir de um total desconhecido para uma celebridade?


RP: Eu sei, é engraçado. Fiz dois filmes, esses dois pequenos filmes, antes de Crepúsculo. Eles são pequenos e agora eu amo quando as pessoas vem até mim e dizem, "Não sou exatamente um fã seu por causa de Crepúsculo. Sou fã do poster de Little Ashes."

Zimbio: Isso mudou sua estrutura de vida diária?

RP: Não realmente. Não ando muito mais na rua agora. Só fico dando entrevistas e coisas assim e indo em salas onde todos gritam. É só ir a diferentes cidades em diferentes salas gritantes.

Fonte || Tradução: Desirée

Powered by CuteNews