Rob fala sobre a Copa Mundial, Amanhecer e a virtude de Edward com a Jetset (França)

Traduzido/Publicado por Bruna em 09 Jul 2010


Eu sou de uma das conferencias de Rob, então há muitas frases iguais.. Estou rindo na foto e não sei porque. Tenho que confessar. Eu não gostava de Robert Pattinson. E eu queria poder voltar atrás. Quando Crepúsculo foi lançado e nós vimos essas 10.000 pessoas acampando na frente do cinema de Los Angeles, nossa primeira pergunta foi: "Mas porque eles gostam da saga?"

Quando Pattinson chegou algumas horas depois, ele foi tão oprimido que logo desapareceu. Só algumas palavras com a mídia. Nós concluímos que esse cara era a grande cabeça. Foi um grande erro. Na verdade, Pattinson é um garoto tímido. Mais ainda, ele é inglês, então ele é a timidez em pessoa. E quando conversamos com ele, para o lançamento de Eclipse, percebi que ele não espera um fenomeno como esse na premiere de Crepúsculo. Robert Pattinson só tem 24 anos e nos dias de hoje, ele é o solteiro mais desejado do mundo. E acredite em mim, ele ainda não sabe lidar com a sua fama. Então ele fica em casa, nunca sai a noite e quando não está interpretando o vampiro de 107 anos virgem, ele escolhe papéis interessantes em filmes interessantes. Mas vamos focar em Eclipse porque foi lançado em todo o mundo, espero que você me perdoe por essas palavras. Aqui está "a entrevista com o vampiro."

R.M. : Já que você é inglês, você deve ter seguido a Copa do Mundo da FIFA. Por que você acha que esse evento é tão importante no mundo?

R.P.: O time inglês é sempre bom, nós sempre temos os melhores jogadores e ninguém deve jogar melhor do que a gente, mas toda vez, nunca é o suficiente para ganhar. Não sei porque futebol é tão importante e porque reune tantas pessoas. Talvez porque seja fácil entender esse esporte. Quanto mais um esporte atrai as pessoas, mais popular é, por isso nunca entendi porque o futebol não é tão popular nos Estados Unidos. É inacreditável ver um país tão grande e rico sem tem um time bom de futebol. Tenho que dizer que eles improvizarem e tem um bom time agora.

R.M: Você só tem 24 anos e está nos holofotes, é difícil não cometer erros?

R.P.: Sim, é sempre frustrante e as pessoas estão sempre esperando que eu cometa algum erro. Mas gosto de ser imperfeito. Nós não podemos ser sempre perfeitos e vender uma imagem. É impossível. De qualquer forma, nunca tentei fazer, seria perigoso. E eu sempre cometo um milhão de erros (risadas)

R.M.: E se você fizesse um filme que fosse um fracasso?

R.P: Já que estou fazendo filmes por bons motivos e não pelo dinheiro, ficaria bem. Se eu decidisse fazer um filme só por dinheiro, existiriam problemas. Nada pode ser bom se você faz por dinheiro ou fama. Se você escolhe fazer um filmes porque a história é boa, então mesmo que seja um fracasso, eu não ligo. Nunca fui atraído por dinheiro ou fama. Meus desejos são bem limitados, então acho que tudo bem!

R.M.: Seu próximo filme é Bel Ami, uma adaptação da história de Maupassant. Você também interpretou Salvador Dali e então fez Crepúsculo. Essas não são escolhas clássicas.

R.P.: Nunca pensei sobre o que quero fazer. E quando você não é famoso, você pode fazer filmes independentes, mas artísticos. E você tem que ter sorte para fazer isso! Então quando fiz Crepúsculo, eu não esperava esse sucesso. Primeiro porque era dirigido por Catherine Hardwicke que faz filmes independentes. E porque Kristen Stewart estava no elenco. Ela só tinha feito filmes independentes. Achei que seria uma simples história de amor de vampiros e que talvez esse filme fosse lembrado. Obviamente, se tornou um fenomeno gigante e ninguém previu isso. Uma vez que você está nisso, você tem que surfar na onda do sucesso! Não me queixo de estar em um filme de sucesso!

R.M: Você nos disse que não faz filmes por dinheiro, mas com o sucesso de Crepúsculo, você tem parte nas negociações?

R.P.: Em uma parte, sim. Mas é meu agente e meu gerente que fazem isso. Meu único desejo é ir trabalhar. Outros aspectos me irritam. E não penso em dinheiro quando estou fazendo um filme atrás do outro. É o que eu gosto. Antes de Crepúsculo, fiz um pequeno filme chamado Little Ashes. Não havia orçamento e nem dinheiro para que eu vivesse em Barcelona por 4 meses, só por causa do filme. Foi incrível! Exceto que, minha vida é a mesma, eu sempre faço as mesmas coisas. Então não há muitas diferentes entre o passado e o presente.

R.M.: Você toca violão e tem um grupo. A música é importante para você?

R.P.: É bem importante e acho que ser um ator me ajuda com a música. No passado, eu não estava interessado em música. Minha irmã que é cantora me introduziu nesse mundo. A indústria é muito mais difícil do que a dos filmes. Você não é muito respeitado quando é ator, mas quando faz um filme, no fim você é pago. Na indústria da música, você tem que constantemente improvisar. Você trabalha de novo na sua música e quando está pronta, você não é pago! O único motivo pelo qual eu comecei a fazer músicas e tentar gravar albúns, é porque sou um pouco famoso, e talvez isso ajuda eu a tocar com alguns outros famosos. Uma vez que você é um artista famoso, as portas se abrem para a música. Então espero que eu possa gravar algumas músicas, mas só para mim. Se é por dinheiro, é inútil. E considero que se você ganha por dinheiro todos tem que ouvir até o fim e ninguém pode te julgar.

R.M.: O que você pode nos dizer sobre Amanhecer?

R.P.: Bill Condon vai dirigir, mas ainda não li o script. Serão dois filmes diferentes. Confesso que estou com um pouco de medo que essa franquia acabe. É uma rede de segurança que nos permite errar porque sabemos que haverá outro. Mas uma vez acabado, está acabado! Estou agaradecido que filmamos os filmes um atrás do outro. Tentei filmar alguns entre os filmes de Crepúsculo. Para Eclipse, tive que incorporar Edward de novo em uma semana, e foi dificil. Uma semana de preparação, não foi fácil e sempre fico estressado no começo. Então para o próximo, posso ser Edward durante a filmagem dos dois.

R.M.: Falando sobre Edward, ele é um vampiro virgem de 107 anos?

R.P.: (Risadas) Quantos anos ele tem? Acho que é 109 ou 110...

R.M.: E ele nunca teve uma relação sexual antes?

R.P.: Acho que ele teve uma aventura com outra vampira, no Alasca, mas isso não é mencionado! (risadas) No primeiro livro, é algo breve mas não me lembro muito bem. Não acho que seja muito bem explicado. Fãs gostam de pensar que ele continua virgem!


Fonte || Tradução: Desirée

Powered by CuteNews