Vampiros podem se transformar em atores sérios?

Traduzido/Publicado por Ana Paula em 29 Mar 2011


Uma conversa com a escritora sênior do Entertainment Weekly, Sara Vilkomerson sobre Crepúsculo, Robert Pattinson, e a condição de celebridade posta de lado.

Josh Benson: Você pode explicar Robert Pattinson para mim, por favor?
Sara Vilkomerson: Ah, meu Deus, por onde começar! Acho que deveríamos iniciar com Crepúsculo. Você está familiarizado com isso?

Josh: Que tal supormos que eu não esteja totalmente a par disso? Apenas pelo propósito desse exercício, você entende?
Sara: Mmmhmmm, claro. Em minha humilde opinião, há uma parte essencial de Crepúsculo pela qual as enlouquecem que tem muito a ver com toda a coisa de vampiro, amor imortal (literalmente!). Por sua vez, a personagem principal, Bella, se considera desajeitada e esquisita, e não exatamente bonita, que eu acho que se refere a pelo menos 90% de como as garotas se sentiam no colégio. E o garoto mais descolado, atraente e inatingível da escola a escolhe como objeto de sua afeição. Isso já é um poderoso vício para garotas. Então eles escalam Robert Pattinson para o papel. Ah, veja, eu escrevi sobre isso no Observer quando o primeiro foi lançado!

Josh: Eu me lembro daquele lugar! Aquele artigo também.
Sara: De qualquer maneira, Robert Pattinson tinha o trabalho difícil de entrar na pele de um personagem que é descrito extensamente como sendo bonito de modo sobrenatural, e ele conseguiu porque, entre outras coisas, ele coincidentemente é excepcionalmente bonito. Ele simplesmente é. E Crepúsculo se tornou um sucesso enorme. E agora ele não pode andar pela rua sem as pessoas lhe pedindo para mordê-las, o que significa que ele fez um trabalho realmente muito bom. E agora, três filmes mais tarde e com dois mais a caminho, ele tem uma longa estrada pela frente para tentar fazer com que as pessoas o esqueçam como Edward Cullen, mas o vejam como Robert Pattinson, o ator.

Josh: Dado o fato de que ele é no momento de certa forma a incorporação da essência vampírica, não é levemente irrealista esperar que as pessoas irão tão cedo parar de pedir que ele as morda?
Sara: Se essa é uma maneira delicada de me perguntar se eu pedi a ele que me mordesse durante a nossa entrevista, deixe-me dizer claramente que não.

Josh: Ufa. E as pessoas que são menos profissionais do que você, no entanto?
Sara: Eu acho que ele deve passar muito por isso. O que deve ser uma das coisas que são hilárias nas primeiras três vezes, mas de forma alguma nas seguintes 3.000 ou mais. Os próximos dois filmes de Crepúsculo, Amanhecer 1 e 2, serão lançados em Novembro deste ano e em Novembro do próximo ano. Então ele estará vivendo com toda a coisa de Edward Cullen até depois disso. E então... quem sabe? Eu espero que isso pare, pelo bem dele!

Josh: Ele descreveu esse reconhecimento permanente de certa coisa como o aspecto “horrível” de ser parte de uma franquia. Qual é o exemplo no livro de gerenciamento de carreira para um ator que acaba se tornando mais Sério do que o seu papel de revelação?Crepúsculo pode acabar sendo o “21 Jump Street” (Anjos da Lei) de  Pattinson?
Sara: Clooney fez isso! Mas acho que você levantou um ponto interessante sobre atores que acabam sendo abençoados/amaldiçoados com uma beleza extraordinária, como Johnny Depp ou Brad Pitt, o que significa que eles têm que se esforçar mais, eu acho, para fazer você para de pensar neles dessa maneira.

Josh: Ajudou esses outros caras, em um modo que não iria necessariamente ajudar Pattinson, que os seus papéis de ascensão fossem de certa forma menos maciços, culturalmente? (Eu vou me adiantar e dizer, sem me referir à internet, que “Anjos da Lei” nunca foi exatamente a série difundida que Crepúsculo se tornou.)
Sara: Talvez. Mas veja Harrison Ford. Ele foi Han Solo e Indiana Jones – são duas poderosas franquias de tendência – e ele ainda continuou a interpretar todos os tipos de outros papéis com sucesso. Então eu acho que vai ser realmente interessante ver o que todos esses atores de Crepúsculo, não apenas Pattinson, acabam fazendo no futuro.

Josh: Posso fazer outra pergunta sobre vampiros?
Sara: Pode.

Josh: Eu sei que isso já foi intensamente debatido, mas você poderia, por favor, explicar o quanto o fenômeno Pattinson tem a ver com a política sexual vampiricamente afetada de Crepúsculo? Nos filmes (e nos livros em que são baseados), a questão toda é que na verdade ele nunca irá deflorar a garota que ele ama mordendo-a, se eu entendo corretamente. Então... Pattinson, pela virtude de interpretar um vampiro muito bonito, muito dedicado na TV, se tornou um símbolo sexual para castidade? Existe uma coisa dessas?
Sara: Eu não sei se posso explicar a política sexual de Crepúsculo. Mas! Eu de fato acho que nos primeiros livros há algo notavelmente casto e atraente em um nível adulto sobre dois personagens que querem fazer sexo um com o outro, mas não podem por razões de vida ou morte. E que enquanto ele é inexplicavelmente atraído pelo cheiro do sangue dela, ele se refreia de fazer qualquer coisa que pudesse feri-la, e na verdade, se supera para se assegurar de que nenhum mal aconteça a ela de nenhuma outra forma, também.

Josh: Isso poderia ajudar a explicar a febre Pattinson? O fato de que ele interpretou um personagem que se encaixou na, como você diz, “coisa de vício para garotas”?
Sara: É uma pergunta muito boa. Eu não sei se eu ou qualquer pessoa pode dizer onde a atratividade do personagem e a atratividade do ator se separam ou iniciam. Mas eles claramente se tornaram associados. (É uma palavra, certo? Eu estou tomando Dayquil*!)

* Dayquil – remédio para aliviar os sintomas da gripe*

Josh: Sim! Eu nem tinha notado.
Sara: Eu faço o que posso.

Josh: Então, afinal de contas, como ele era pessoalmente?
Sara: Eu estava muito curiosa antecipadamente, porque quantas pessoas existem que são TÃO famosas? E eu estava agradavelmente surpresa por quão doce e encantador ele é. E principalmente, qual fácil era conversar com ele. Porque, como você sabe, fazer qualquer entrevista longa é como ter uma longa conversa com qualquer pessoa. A preocupação real é, e se você acaba ficando sem assunto para falar? Ou às vezes, quando alguém é muito entrevistado, será que essa pessoa irá falar as mesmas coisas que diz para todo mundo? Mas eu o achei notavelmente sincero.

Josh: Ocorre-me que você superou suas chances de ouvi-lo falar algo novo ao fazer a primeira pergunta sobre se a elefanta no seu novo filme, que de fato se chama Água para Elefantes, iria se lembrar dele na próxima vez que ele estivesse no set. Esse era um dos seus extravagantes truques de “jornalismo”?
Sara: É mais um truque do tipo “Vilkomerson está Interessada nos Animais”. Brincadeira (mais ou menos). Mas de fato eu acho que quando as pessoas virem o filme, elas ficarão comovidas pelo quanto ele e aquela elefante parecem gostar um do outro! E eu sabia que os estaríamos reunindo para a nossa sessão de fotos. Então eu estava genuinamente curiosa.

Josh: Sim, ele definitivamente parecia gostar de falar sobre os animais! Até mesmo sobre a zebra que o perseguiu.
Sara: Eu adorei quando ele chamou as zebras de “astutas”. Eu nunca pensei em zebras dessa maneira. Eu sempre achei que elas pareciam cavalos realmente esquisitos.

Josh: Você não detectou algo insincero no comentário dele sobre a esperteza da zebra? Talvez sua sinceridade não transpareça no texto.
Sara: Bem, parecia que seus colegas todos o provocavam por correr da zebra. Embora, se você pensar sobre isso, zebras são grandes. Eu não iria querer uma correndo atrás de mim, também. Eu conversei com muitas pessoas do filme – incluindo o diretor e roteirista – e parece que o aspecto animal era realmente intenso. Além disso, eu descobri que os leões são de certa forma mais difíceis de se trabalhar do que os tigres. Agora você sabe também!

Josh: Espere, eu vou anotar isso.
Sara: Nunca se sabe.

Josh: Você ficou tocada pelo fato de que ele estava mais feliz falando sobre o filme de circo com os elefantes do que ele estava sobre as duas partes restantes maciças de Crepúsculo mencionadas anteriormente?
Sara: Eu acho que foi uma longa gravação – eles estão fazendo ambos o primeiro e o segundo filmes de uma única vez. Então ele brincou que ele sente como se eles estivessem filmando por sua vida inteira. Mas ele parecia muito entusiasmado com isso e com o diretor, e sobre quão sombrios e estranhos esses dois últimos capítulos serão. Porque você sabe o que acontece no último livro, certo? São bananas!

Josh: Hã, sim. Sim, eu sei o que acontece no último livro.
Sara: Então… vai ser interessante ver como eles fizeram isso E o mantiveram PG 13. Porque está bastante obscuro lá!

Josh: Isso é o que ele disse! Desculpe.
Sara: Haha.

Josh: Eu quero dizer, ele conversou com você sobre o qual profundamente estranho realmente é, ao ponto de ele estar se perguntando como eles poderiam promover isso.
Sara: Certo. E é claro, está tudo muito secreto e ninguém sabe de nada com certeza ainda. Então eu estou certa de havia coisas que ele não podia me dizer. Mas eu estou muito intrigada sobre como tudo vai acontecer.

Josh: Eu suponho que esquisitice não será de forma alguma desanimadora para os fãs de Crepúsculo que assistirão a esses filmes infinitamente. Como, eu estou presumindo que a estratégia de publicidade será a última de suas preocupações.
Sara: Ah, eu acho que se você é fã, é fã. E não, eu não acho que irá decepcionar ninguém de forma alguma.

Josh: Eu tenho mais uma pergunta para você!
Sara: Você pode me perguntar mais um milhão!

Josh: Não me tente! Como você sabe, eu tenho um histórico comprovado de gastar o seu tempo. Mas a minha pergunta é: Quando uma celebridade diz a você, como Pattinson disse, e tenho certeza de que muitos outros ilustres sujeitos de suas histórias já disseram, que sua vida é na verdade muito entediante, qual é a reação da Vilkomerson Interior?
Sara: Eu de fato acredito nele! O que não quer dizer que eu acreditaria nisso vindo de qualquer pessoa, mas esse cara trabalha o tempo TODO. E eu falo sério, o tempo TODO.

Josh: Isso é o que—
Sara: Haha. Você leva em conta o fato de que ele trabalha o tempo todo e associa isso com o fato de que ele não pode andar entre nós na vida pública sem multidões de garotas enlouquecendo, e parece possível que ele realmente não se envolve em confusões. Ele compra coisas no Ebay! Ele falou comigo sobre vários vídeos do youtube.

Josh: Sabe, quando você coloca isso dessa maneira, ele realmente parece entediante. Não é de se admirar que ele não conseguisse parar de falar sobre o incidente com a zebra.
Sara: Fala sério, quando foi a última vez que uma zebra correu atrás de você?

Fonte | Tradução: Mariza Canato 

Powered by CuteNews