Pattinson vai sair da zona de Crepúsculo

Traduzido/Publicado por Marina em 23 Apr 2011


Existem leões e tigres, e então existe o Bear de Robert Pattinson.

Bebendo café com leite em uma manhã ensolarada no Four Seasons, Pattinson descreve o pastor alemão mestiço, que ele adotou recentemente de um abrigo em Louisiana. "Ele se chama Bear," Pattinson diz com naturalidade.

"Eu estava tentando treinar ele para ir a varanda do quarto do hotel," ele diz. "Venta tanto em Vancouver, a porta bateu em sua face, e eu fiquei como, nãããão." Ele suspira: Antes de Bear ser adotado, o animal foi achado no lixo do lado de fora de um bar, desde então, quase teve um encontro com um lobo e uma gaivota em Vancouver. "Ele tem fobia de porta de qualquer maneira."

Vestido com uma camisa xadrez abotoada e calça jeans, e menos fãs, paparazzi, gestores e inspetores de estúdio, Pattinson deixa sua timidez no tempo e leva a uma repescagem "insuportavelmente irritante" em um jogo de Palavras com Amigos. É só na frente de uma câmera de vídeo que ele se diminui sensivelmente, adotando um palpite que coincide com o sorriso rápido e envergonhado. Mas a conversa gira como um algodão doce com Pattinson, 24, discutindo sobre pendurar as presas de vampiro e marcar o mundo dos anos 30 em Water for Elephants, um filme que ele chama de "definitivamente maior" do que qualquer outro que tenha feito fora da franquia "Crepúsculo".

Estrelas 4 patas: estouros multiplexos

Em Água para Elefantes, que chega aos cinemas sexta-feira e é baseado no best-seller de Sara Gruen, Pattinson interpreta Jacob, um estudante de veterinária que abandona seus estudos e salta a bordo de um trem a vapor para o circo inescrupuloso Irmãos Benzini . Jacob rapidamente se apaixona pela artista estrela Marlena (Reese Witherspoon), que está presa em um casamento com o dono do circo (Christoph Waltz).

A culpa é toda sobre o poder de venda de uma gigante gentil chamado Tai.

Cowboys e trens

O diretor Francis Lawrence (Eu sou a lenda) apostou no amor de Pattinson  pelos animais para vendê-lo no script.

"A primeira vez que eu conheci (Lawrence), nós fomos ao encontro de Tai a elefanta na casa dela", diz Pattinson do elefante de 42 anos, que interpreta a pesada Rosie, o ato principal dos Irmãos Benzini. Tai mostrou truques o estúdio pensava que somente poderia ser realizada por um elefante geradas por computador.

Encantado, Pattinson leu o roteiro na viagem de volta. Além disso, "Eu sempre quis fazer algo dos anos 30 nos Estados Unidos", diz ele. "É o meu tipo de idéia do que a América realmente é, nesse período, uma espécie de o melhor momento para se estar na América. Você ainda é uma espécie de cowboy, mas há essa energia enorme. O futuro estava sendo criado então."

O triângulo amoroso se completa, Pattinson, Witherspoon e Waltz se dirigiram para Piru, na Califórnia, onde o deserto set estava estourando com tendas de circo, os trens a vapor, centenas de figurantes, os trajes de lantejoulas, artistas de circo e animais. "Havia algo sobre a robustez disso, que eu não tinha realmente feito", diz Pattinson.

Lawrence viu química imediata entre Pattinson e Witherspoon. "Eu acho que ele nunca foi tão encantador quanto ele está nisso", diz ele. "Eu acho que ele se sente como um verdadeiro homem protagonista".

O filme coloca um recém excrupuloso Pattinson no meio do picadeiro, com dois vencedores do Oscar (Witherspoon em 2005 por Johnny e June e Waltz em 2009 em Inglourius Basterds) e um círculo de mais de 600 animais. "Tenho certeza que Rob tinha algumas inseguranças surgindo em cenas contra Christoph e Reese, mas ele nunca mostrou isso", diz Lawrence. "Eu acho que ele viu e aprendeu e ouviu."

E havia distrações. Witherspoon, que, ocasionalmente, trazia seus filhos para o set meio Zoologico, ri quando fala sobre o Tai seguindo Pattinson "espécie de melhor amigo do homem - apesar de ela ter 4 toneladas." Pattinson conta os "insanos" dias, incluindo um em que no script encontra Waltz incentivando Pattinson a alimentar com as mãos um leão faminto. Pattinson abre a jaula, o leão ataca.

"Nós fizemos o primeiro teste, e com certeza, o leão simplesmente arrancou o braço (prótese) para dentro e não quis devolvê-lo", diz Pattinson. "Ele nem sequer se preocupou com a carne. Ele só queria comer o braço falso. Eu estava absolutamente aterrorizado."

"Rob e Christoph cunharam o termo 'sem ação necessária' nas cenas de leão," Lawrence acrescenta com uma risada. "Você não tem que fingir estar com medo quando você está perto do leão."

Mais assustadora ainda foi a cena em que Pattinson é atropelado por um garanhão[cavalo]."Foi aterrorizante", diz o ator, que admite ter medo de cavalos.

Em Elefantes, o nome de Robert Pattinson recebeu um faturamento igual a Witherspoon e Waltz, um aceno a seu sucesso internacional com os cinéfilos.

No entanto, esta não é a primeira vez que Pattinson trabalhou com Witherspoon; a sete anos (e uma vida inteira de cultura pop) atrás, Pattinson era um rosto desconhecido no Reino Unido, teve um papel com Witherspoon, uh, um filho, em 2004, em Feira das Vaidades. Seu papel acabou no chão da sala de corte.

Pattinson reconhece o quão longe ele chegou. "É um mundo tão diferente, especialmente para mim", diz ele. "Então, eu comecei literalmente (o papel) por acidente. Eu arranjei um agente. Uma semana depois, eu comecei esse trabalho."

"Ele era muito jovem, com 17 ou 18 anos", diz Reese Witherspoon, que o descreve hoje como "muito quieto e introvertido" e desinteressado com a fama.

Como A Saga Crepúsculo chega ao fim com a produção das duas partes de Amanhecer (baseado no último livro da série de Stephenie Meyer), a questão aparece como se o público estivesse disposto a pagar para ver Pattinson interpretar ninguém além do vampiro Edward Cullen.

Lawrence reconhece que a maioria dos países conhecem Pattinson como Edward. "Ele definitivamente tem mais a oferecer do que apenas o que ele faz nesse papel", diz ele. Mas "quando você encabeça uma grande franquia como essa, que se torna tão popular e as personagens tornam-se espécie de ícone ... é complicado para sair disso."

Especialmente porque os filmes continuam a fazer dinheiro. Os filmes Crepúsculo, incluindo a Lua Nova e Eclipse, já fizeram mais de 1,8 bilhões dólares em todo o mundo. Em seus meses fora, Pattinson começou a expandir seu currículo, primeiro com o drama romântico do ano passado Lembranças.

Elefantes "é indiscutivelmente o melhor veículo para Robert Pattinson do que foi Lembranças, que foi indiscutivelmente um fiasco de bilheteria", fazendo cerca de US $ 19 milhões nos EUA, diz analista Box Office Mojo, Brandon Gray. (Eclipse fez mais de US $ 300 milhões nos EUA.) "Este será um bom teste para a visualização de Robert Pattinson."

O ator não está imune à crítica. "Eu sempre vejo essas coisas como, 'Será que ele pode atuar ou não?'", diz ele. "É como se eu não fosse nada como Edward. O que você acha que eu estou fazendo isso?" Ele dissolve-se em gargalhadas, gesticulando com as mãos. "Então (quando surge um novo papel), todos ficam como 'É muito diferente.' "

'Amanhecer', saindo

Ele acabou de se envolver com Amanhecer capítulo final. "É completamente louco", diz ele. "Há alguns dias no set apenas olhando você vai pensar," Como é que isto vai ser censura 12 anos? "Ele ri. “O primeiro filme todo é como um filme de terror."

A Summit Entertainment está lançando Amanhecer, Parte 1, em novembro, mas a parte 2 não será lançado até novembro de 2012. Significa, que não importa que outros projetos Pattinson assuma, as fãs e o furor que cercam a franquia irão continuar para Pattinson até aproximadamente início de 2013.

Ele faria uma franquia de novo? "Só se eu pudesse ter muito a dizer no desenvolvimento do mesmo", responde ele, apontando o "se não está quebrado, não conserte" na mentalidade criativa da série.

O foco é tão quente focado no relacionamento com a namorada de Robert Pattinson e co-estrela da Série Crepúsculo Kristen Stewart, 21. "Eu tento o meu melhor para evitar que isso aconteça, para nunca ser visto ou não dizendo algo estúpido nas entrevistas, mas isso não parece importar", diz ele sobre os rumores e notícias sobre eles.

Mas a sua co-estrela de Elefantes diz que sua vida é mais normal do que parece."Ele é muito mais um cara de 24 anos que tem uma namorada e está desfrutando de si mesmo e seus amigos", diz Witherspoon.

É difícil convencer os fãs de que: Quando o paparazzi pegou Pattinson beijando Stewart na semana passada após a estréia dos elefantes, a blogosfera explodiu.

"Eu não gosto disso", diz Pattinson, a atenção raivosa o forçou a desfazer a sua casa em Los Angeles e em vez disso viver fora nos hotéis. "Isso não faz parte do meu trabalho. É constrangedor, as pessoas usando a sua vida como entretenimento.

"Se as pessoas já estão usando a sua vida como entretenimento e eles ficam satisfeitos em revistas, eles nunca vão ver os seus filmes."

Além de responder a pergunta de um entrevistador, ele desabafa apenas para seus pais. "Eles sempre pensam que eu sou completamente deprimido porque eu realmente não digo a ninguém. Então, eles sempre pensam (que ser famoso) é a experiência mais miserável ​​do mundo. Eles são engraçados. Toda vez que eu começo a reclamar , eles diziam, 'Bem, apenas saia. O que você está falando, se você odeia tanto? "

Deixe sua carreira explosivamente quente.

"Você apenas tem que se lembrar por que você está fazendo isso em primeiro lugar - o que é bastante difícil, às vezes", diz ele, conversando sobre seus próximos projetos, Cosmopolis, com Paul Giamatti, "uma coisa diferente de tudo o que eu fiz," e a peça de época, Bel Ami, que não tem data de lançamento definida.

E assim o circo, auxiliado por um pouco de tecnologia, deve continuar.

"A única vez que eu sigo o Twitter é se eu estou em um restaurante ou algo assim, pouco antes de eu sair, para ver se as pessoas estão esperando lá fora. Te faz um pouco um perdedor, especialmente quando alguém lhe pergunta: 'Ei , você quer ir jantar a este lugar? " e eu falo, "Nós podemos jantar neste lugar (outro)?  Tem três saídas. "

Fonte| Tradução: Desirée e Marina Rozado

Powered by CuteNews