Robert Pattinson: Eu adorei interpretar um jogador em "Bel Ami"

Traduzido/Publicado por Deia Almeida em 18 Feb 2012


Um governo corrupto - apoiado por uma mídia corrupta - que busca invadir um país árabe por causa de seus recursos é como Declan Donnellan descreveu sua adaptação cinematográfica do romance de 1885 de Guy de Maupassant, "Bel Ami", que se concentra em uma complexa relação da França com o Marrocos.

Mas o filme de Donnellan com colaboração de Nick Ormerod, que estreou sexta-feira no Festival de Cinema de Berlim, vai chamar a atenção por uma razão menos geopolítica: é estrelado por Robert Pattinson. O ator da Saga Crepúsculo interpreta o personagem principal, Georges Duroy, que usa de seus encantos para sair da pobreza e através das salas de estar e quartos dos casais super poderosos da Paris de 1890.

No filme, Duroy é tirado da miséria por Charles Forestier (Philip Glenister), um amigo ex- soldado que se tornou um grande editor político. Mas, a inteligente e bela esposa Madeleine Forestier (Uma Thurman) lhe diz que as pessoas mais importantes de Paris não são estes homens, mas suas esposas. O bonito Duroy encanta todas as mulheres que encontra, incluindo a filha de sua amante Clotilde (Christina Ricci), que lhe dá o apelido de "Bel Ami".

O preguiçoso conquistador mais tarde se torna o brinquedinho para a brilhante e inteligente Madeleine, que escreve seus artigos e se mistura com os políticos que o jornal trouxe ao poder. Quando Bel Ami é insultado e exonerado pelo papel do editor Rousset (Colm Meaney), ele vira as suas atenções para a mulher do homem, Virginie (Kristin Scott Thomas) e sua filha Suzanne (Holliday Grainger).

Numa conferência de imprensa, Pattinson disse que se sentiu muito motivado para interpretar o personagem moralmente duvidoso. "Quando li pela primeira vez, eu me identifiquei imediatamente a ideia do que a energia de alguém não era sobre a tentativa de conseguir algum tipo de meta - a única vez que ele teve alguma energia [foi] quando alguém o menosprezou", disse Pattinson. "Isso é como eu era alguns anos atrás. Se alguém me insultasse, eu pegaria 10 anos de ambição." (Ele disse que cresceu ao longo dos anos desde que leu o roteiro pela primeira vez.)

Pattinson, que aparece no filme de David Cronenberg, "Cosmopolis", disse que às vezes se impressiona com as fãs que esperam horas para vê- lo em uma aparição pública, como fizeram, em temperaturas frias de Berlim, na sexta-feira. "É estranho ter um público de um único sexo na maioria das vezes. Mas é ótimo - eles têm sido incrivelmente fieis".

Quando perguntado se ele iria considerar aparecer em um futuro filme de "Crepúsculo" caso a autora Stephenie Meyer continuasse com a franquia, ele disse: "Sim, quero dizer, eu estaria curioso para ver o que Stephenie iria escrever, mas eu acho que eu provavelmente estaria velho demais quando fosse feito. Eu já estou muito velho!"

"Bel Ami" é co-dirigido por Donnellan e Ormerod, uma equipe de teatro que já trabalhou com a Royal Shakespeare Company, o Royal National Theatre em Londres e o Bolshoi Ballet de Moscou, esta é sua estreia no cinema. "O personagem é alguém oposto ao Rob", disse Donnellan de seu ator principal. "Bel Ami", explicou ele, "é sobre alguém que tem pouco talento, que chega ao topo sem nenhum talento, e é uma grande parábola para os nossos tempos."

Fonte | Tradução: Josi Teixeira


Powered by CuteNews