Entrevista de Robert e Kristen para a The Philippne Star

Traduzido/Publicado por Deia Almeida em 12 Nov 2012


A entrevista abaixo com Kristen e Robert foi feita separadamente(como de costume ultimamente) em uma das salas de evento do “Four Seasons”. Bem, será que isso significa alguma coisa?! Você está devidamente convidado a ler as respostas (cômodas?!) de Kristen e Robert.

Como você se sente agora com o fim da saga?! Triste ou aliviada?
Kristen (dando um grande suspiro): Bem, durante cinco longos anos eu me sentia como se sempre tivesse algo me lembrando, me batendo no ombro e dizendo que eu não estava livre para pensar em outra coisa que não fosse “Bella Swan”. Geralmente, a gente fazia os filmes durante um período de 5 meses, então, passados os cinco anos... Bem...eu não posso dizer que me sinto “aliviada”, porque seria algo errado, enganador; eu não quero que as pessoas pensem que eu quero que tudo isso acabe logo. Mas eu sinceramente acredito que 5 anos é um bom tempo para se viver naquele mundo de fantasia que foi criado, então, nesse sentido, é bom que tenha chegado ao fim, é bom ter que seguir em frente.

Robert: Eu não tenho muita certeza se deveria me sentir triste, mas com certeza sinto como algo estranho o fato de ter chegado ao fim. A partir do momento que você atua como um mesmo personagem durante certo tempo, realmente você passa a se sentir como se o seu personagem fosse sua “segunda pele”, e, quando tudo isso acaba, com certeza você sente falta. Quero dizer, não me sinto assim agora, mas acredito que um dia, depois de alguns anos, eu estarei vendo alguns desses filmes na TV e acho que me sentirei estranho.

Você tinha 17 anos quando começou a filmar o primeiro filme da saga em 2008. Como a saga mudou você?
Kristen: É difícil de se creditar uma experiência como sendo a única capaz de ter gerado uma mudança em você. Quando eu comecei a saga eu tinha 17 anos, agora tenho 22. E agora é quase que impossível para mim relatar marcos de mudança em minha vida durante esses 5 anos.

Robert: Eu tinha 21 anos quando fiz o primeiro filme da saga, e agora eu tenho 26 anos. Bem, eu acredito que hoje em dia eu seja mais corajoso do que antes; eu sinto como se tivesse ainda muito que trilhar. Isso realmente me anima  e me faz ir em frente.

Quais são suas melhores memórias da Saga e qual a melhor lição que você aprendeu durante esse período?
Kristen: Eu acredito que passei a me sentir mais confortável para sair, viver a vida. Quando se é mais jovem você acaba por olhar o futuro e pensa “Meu Deus, será que sempre vou me sentir insegura? Será que sempre vou me sentir como se nunca soubesse onde é o fim dessa minha jornada?!” Eu não acredito que “Crepúsculo” me tenha feito me sentir assim, mas tenho certeza de que fez com que deixasse as coisas mais bem encaminhadas para mim.

Robert: Nunca vou me esquecer do meu teste.  Eu me lembro de que tinha enviado uma gravação e só então fui chamado para ir até Los Angeles.  Eu senti que tinha ido tão estranho no teste que eu tinha certeza de que não tinha conseguido o papel. Eu lembro que eu tinha ligado para meus pais dizendo que não queria mais saber de atuar.

Como foi o teste com Kristen Stewart?
Robert:  Bem, eu não sabia. Eu não estava preparado. Eu lembro que tomei meio comprimido de “Valium” (tranquilizante) antes de fazer o teste. Disseram a mim e a Kristen que íamos fazer quatro cenas, uma delas era uma das cenas principais do filme: quando os personagens se conheciam  e em seguida se beijavam. Eu estava bem nervoso durante todo o tempo que não consegui acreditar quando me disseram, 4 dias depois, que tinham gostado do meu teste. Aí pensei: “Graças ao Valium!”.

Não é algo estranho e surreal que tantas pessoas amem você e tenham raiva de você sem sequer conhecê-las?!
Kristen: Eu acredito que você tenha que se sentir mais preocupado com o que você pensa de si mesmo, como você se sente em relação a si mesmo. Mas sim, é algo estranho, muito estranho mesmo! Sejamos honestos, é engraçado e divertido desrespeitar pessoas que não gostam de você, mas melhor ainda é encontrar pessoas que são seus fãs com quem você tem muita coisa em comum; sempre tem algo que os atraí até você e vice e versa.

Você fez muitas cenas de ação na Saga e você tem um corpo bem atlético. Como você consegue manter esse corpo?
Kristen (sorrindo): Para ser sincera eu não me exercito muito. (Risos!) Bem, eu adoro o trabalho dos dublês e é por isso que sempre estou me machucando, porque sempre quero fazer o melhor nas cenas. Algumas vezes, eu mesmo me incito a fazer coisas, “Kristen, você não é uma vampira de verdade, você sabe disso!”. Você percebe em algumas atrizes... e não estou falando isso sobre nenhuma em particular... que passam a maior parte do tempo fazendo exercícios, modelando o corpo... Mas com certeza não sou esse tipo de atriz. Eu não faço isso.

Qual é sua cena favorita na Saga?
Kristen: Eu tenho várias cenas favoritas, mas ter que escolher uma... não! Se você me perguntar quais momentos mais me surpreenderam, minha resposta seria bem óbvia; seriam as cenas principais, o marco de cada filme, como a cena do beijo ( em “Crepúsculo”) que é o primeiro beijo, e o último beijo. Também tem a cena do casamento e a cena em que Bella dá a luz à Renesmee. Tem tantas cenas, que, para mim, é difícil de dizer só uma.

Robert:
Com certeza seria a última cena do primeiro filme, em que Bella e Edward estão dançando no baile. Eu sempre vou me lembrar dessa cena.

E com relação à cena do casamento? O que você estava pensando enquanto fazia essa cena?
Robert: Quê cena! Eu lembro estar pensando o tão insignificante o noivo é já que todos sempre ficam na expectativa de ver a noiva, todos ficam olhando para ela, enquanto que o noivo apenas fica parado no altar. Mas ao mesmo tempo foi engraçado. Foi uma cena muito linda!

Você teria algum papel em vista que seria totalmente diferente do gênero de “Crepúsculo”?!
Kristen: Eu ainda não tenho um projeto novo em vista (ela acabou de filmar o filme “Na estrada”). Eu não posso especificar o que eu gostaria de fazer em um projeto futuro , até que de fato me depare, esteja diante dele. Sempre cada projeto é diferente do outro, a ponto que não há qualquer relação de um para com o outro. Minha única expectativa em relação a projetos futuros é que eles sejam capazes de me desafiarem, que me possa sentir superando expectativas, que me veja incentivada e encorajada pelas pessoas com as quais venha a trabalhar, e, se conseguir encontrar essas pessoas, me sentirei muito feliz.

Teria alguma chance de vermos você e Kristen fazerem um filme novamente juntos, além da saga “Crepúsculo”?!
Robert: Com certeza, eu adoraria. É muito provável que trabalhemos juntos novamente.

Seus colegas de elenco dizem que você é muito engraçado no set, ao contrário da imagem que as pessoas têm de você, uma pessoa reservada e séria. Você gostaria de fazer alguma “comédia” para mudar essa imagem que as pessoas têm de você?!
Robert (ficando vermelho): Meus instintos para fazer filmes de comédia são meio estranhos, hahahaha (RISOS!). Eu realmente não sei te dizer quais papéis eu quero fazer daqui para frente. Talvez um filme de terror. Eu gostaria de fazer um que realmente assustassem as pessoas.

Fonte | Tradução: Carol Almeida

Powered by CuteNews